top of page

Silêncios

Por Dani Raphael


Um dia descobri que meu silêncio

Silenciou minha alma de tantos socorros

De tantos carinhos

De tantos quereres

Descobri que a minha voz engasgada

Só servia para alimentar a fome da minha solidão

Do meu quarto vazio

E do meu espelho sem marcas de dedos

Descobri que meus segredos

Se tornaram secretos,  imperceptíveis,

Indetectáveis

Dentro do meu sorriso plantado

Que muitos viam, muitos se riam

Mas nunca de verdade me olharam.



Imagem pexels

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Noite

bottom of page