top of page

Caminhantes

POR EMILSON CORDEIRO

Outro dia

Nova manhã

Mesmo parque

Outro horário

Novas pessoas

As mesmas

Solitárias

Em grupos

Caladas

Poucas palavras

Olhos acenam

Somente eles vemos

Rostos imaginamos

Caminhada continuo

Respiração correta

Garoa fina

Molham as lentes

Embaçada

Cabeça tranquila

Mente sã

Corpo são

Filósofo disse

Um sábio

Sinto letras

Agitando na mente

Pulam como pipocas

As fecho

Caminhante sou

Somos

Assim vou

Adiante um banco

Preciso dele

Palavras começam a se montar

Corro e sento

Organizo elas

Formo frases

Elas vem como

Um bumerangue

As pego de novo

Lanço

E suave agora voam

Num caderno

Azul misturado

Nas nuvens

Chamado céu

Olho as palavras

E assim se formaram

A escrita saiu

Continuo caminhar

Caminhante sou

Somos

Tempo indeterminado

Determinado tempo

Nada sabemos

Alguém sabe

Não nos conta

Só olha e diz

Continue caminhando

A sua caminhada é longa aproveite

Viva antes tudo

Assim como todos

Suas caminhadas farão

Passos curtos ou largos

Vamos....




31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A viagem

Mãe

Comments


bottom of page