top of page

As estrelas

"A noite passara devagar, e como numa ciranda a menina de olhos cintilantes, brincava de rodar, agarrando cada braço de luminosidade, refletidos das estrelas.

Não tinha pressa, não tinha tempo, não tinha nada, só seus olhos perdidos em meio a tantas constelações, davam a graça e a prova que sua existência realmente  não era dali.

A menina, naquele noite, rodopiou, rodopiou, rodopiou. Tropeçou seus pés nos próprios sapatos, abotoou o botão da manga, que por ser bufante, o vento entrava, lhe causando frio.

Quanta alegria encontrou a menina no silêncio das suas cantigas que ela cantarolava sozinha, quanta alegria, ao perceber que estava onde jamais imaginara, saltitando entre as estrelas do céu.

A noite passara devagar, com a vontade de que nunca tivesse passado, e naquele instante a menina percebeu que nas noites lentas é que ela realmente descansava."

Dani Raphael

Imagem PEXELS

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Arte

Rosa

Comments


bottom of page