top of page

Trem

Atualizado: 13 de jul. de 2022

Por Dani Raphael

Queria contar um cadinho Do barulho que vem surgindo Com o trem a passar Ele me acorda com um assovio mansinho Trazido pelo vento menino Que tudo gosta de bagunçar. Queria contar um cadinho do trem Que não sai dos trilhos Nem pra ver seu bem. Mas manda recado sentido Quanto passa pelo caminho Próximo do seu lar. De saudade vai chorando sozinho Deixando no rastro de fumaça Seu vazio De não poder seu amor avistar E o vento ,menino sempre levado Sem se importar com o coitado Espalha sua dor por todos os lados... E eu como alma sensível que sou Sinto da minha cama sua dor Quando passa nas madrugadas a buzinar.

Aquarela autoral



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Noite

bottom of page