top of page

Elis

Atualizado: 10 de ago. de 2022

Por Dani Raphael

Elis, Elis, minha querida Elis, escrevo esta carta de próprio punho, para que possas saber de mim, depois de morta, o que por ti senti em vida.

Queria que soubesses da solidão que sentia dentro da multidão dos teus olhos, e o quanto me despia das minhas falhas para lhe dar aquelas que desejavas ter de mim.

Em ti encontrei a liberdade das tuas falas, mas a verdade, é que sempre fomos presas e presas permanecemos em nós, julgando ser livre o defender de ideias dentro de uma garrafa de vinho; ideias essas que se esvaziavam junto aos goles finais.

Dos segredos que tenho guardado, e que hoje lhes escrevo sem medo, são sobre o gosto adocicado das minhas unhas, que enquanto eu as roía, imaginava como seria o gosto das tuas, misturadas ao teu esmalte marrom; sempre admirava suas unhas, talvez por elas revelarem as nossas diferenças e os nossos complementos, dos quais nunca ousamos nos complementar.

Sim, eu gostaria de me completar em ti, mas a em mim muito faltava, para que eu fosse cheia a ponto de encher o seu imenso vazio.

Tentei, eu juro que tentei te tirar do abismo no qual nos duas estávamos, mas quanto mais eu te elevava, mais via que no íntimo o que nos unia, éramos estarmos ali; sendo você, sendo eu, sendo o que queríamos uma da outra; mas nunca sendo verdadeiramente nós. Apenas éramos, enquanto eu fumava meu cigarro de menta e tu me dizias não gostar do cheiro de cigarro.

Ah, Elis, minha querida Elis, talvez um dia tu saibas o que nunca quis te dizer, talvez um dia tu sintas o que tanto eu quis sentir, e que tenhas tudo aquilo que nunca pensei em lhe dar.

Quero que saibas, que aqui, do outro lado da rua, enquanto observo minha vida se esgueirando entre as últimas letras deste papel, me despeço de mim, me despeço de ti, e daquela que um dia lhe fui.

Desejo apenas que sejas aquilo que encontrares quando tiveres coragem de abrir a porta e tentar se encontrar.

Sua sempre alguém.


imagem pexcel



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ser

Partida

Comments


bottom of page