top of page

Caos

Esta é mais umas daquelas reflexões que embalam minhas tardes de domingo, entender qual a porção e reação dos meus domínios sobre o que sinto e sobre o que sentem sobre mim.

O caos está lá fora; o tempo todo queima como o sol que marca o céu em seus 40°, e aqui dentro tenho meus momentos de calmaria enquanto as pedras de gelo derretem dentro de um copo em minhas mãos.

Será muita loucura querer paz interminável? Será loucura minha desejar somente o amor enquanto muitos se digladiam por um pedaço de pão ou por um pouco de atenção.

O tempo todo tentam me atingir com galhos lançados sobre minhas janelas transparentes, fazendo-me sentir prisioneira dentro das minhas ilusões.

Será que é errado ver além das nuvens e desejar mais? Será que é errado ter uma poltrona confortável e um bom livro para relaxar?

E assim continua o fluxo desta tarde; pedras, vinho, abraços, risos nas esquinas e almas que não cansam de vagar; procurando frestas nas janelas, com um único intuito, o de entrar para atacar.

Por Dani Raphael



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Noite

bottom of page