top of page

Pão

Dai-me o pão da vida

Dai-me do pão que alimenta

As mesas fartas de comida

E os esporos que também banqueteiam.

Dai-me pão quente

Pão frio

Duro, como água seca que o acompanha.

Dai-me pão, sem restrição

Pois o pão sendo pão

Não se dividi

E mesmo em migalhas caídas

O pão permanece pão

Para aqueles que se alimentam dele no chão.

Dai-me pão

Daquele feito

Sem a separação do joio e do trigo

Pois como pão vivo

Sempre será a mais pura oração.

Dani Raphael


Imagem Pexels




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Noite

bottom of page